IRONIA: a Rússia está sendo um dos principais fornecedores de armas da Ucrânia

Publicado por: Feed News
16/08/2023 06:36 PM
Exibições: 50
Divulgação/Redes Sociais
Divulgação/Redes Sociais

A Ucrânia aprende, apreendeu e reaproveitou uma quantidade significativa de equipamento militar russo, incluindo 800 peças de artilharia, veículos blindados e tanques —colocando a Rússia empatando com as nações ocidentais como fornecedor de armamento ao país que invadiu.

 

Uma quantidade significativa de equipamento e armas russas estão a ser apreendidas e reaproveitas pelas forças armadas ucranianas.

 

Ironicamente, as tropas ucranianas estão usando essas armas para combater as tropas invasoras que as criaram.

 

“A Rússia está  competindo com as nações ocidentais como fornecedor de armas à Ucrânia”, disse à Deutcshe Welle o coronel Oleksandr Saruba, responsável da unidade do exército ucraniano que analisa o armamento russo capturado.

 

Entre os ativos capturados encontram-se tanques T-72 russos modernizados e sistemas de lançadores de mísseis Grad, equipamentos que fazem agora parte do arsenal tático usado nas contra-ofensivas da Ucrânia.

 

Além de as reaproveitar, os ucranianos estão também a analisar as armas capturadas para identificar a sua origem e determinar que países estão fornecendo tecnologia militar à Rússia — informação que, esperam os ucranianos, pode eventualmente ser usada para a imposição de sanções internacionais.

 

No entanto, o uso destes equipamentos coloca também alguns desafios.

Segundo o analista militar russo Michael Kofman, alguns veículos capturados contêm componentes avançados não produzidos na Ucrânia, o que limita a sua operacionalidade.

 

“Embora em teoria muitos veículos possam ser capturados, sem motores, transmissões e outras peças cruciais, são praticamente inúteis“, comentou Kofman durante um evento da Carnegie Endowment.

 

A contra-ofensiva ucraniana está  encontrando grande resistência por parte das tropas russas, fortemente entrincheiradas e defendidas por largas extensões de território minado — que representam um desafio ao avanço das forças ucranianas.

 

Estas minas mostraram ser eficazes a repelir ataques ucranianos, tendo causado danos significativos aos novos tanques e veículos de combate de infantaria fornecidos pela ocidente à Ucrânia.

 

Assim, qualquer tanque russo que a Ucrânia rapture e reutilize é menos um tanque do lado do inimigo — e mais um tanque disponível para substituir as perdas registradas na contra-ofensiva.

 

De acordo com um relatório divulgado em julho, a frota de blindados da Ucrânia tem estado a crescer,  enquanto a Rússia tem visto o número de blindados no terreno diminuir significativamente — e, pela primeira vez na História, a Ucrânia tem mais tanques ativos do que a Rússia.

Com informações do Planeta ZAP (PT)

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Tags:

Mais vídeos relacionados