Violência contra os idosos: uma triste realidade que exige ação e soluções

Publicado por: Feed News
19/04/2024 02:30 PM
Exibições: 150
Agencia Brasil
Agencia Brasil

Muitos casos da violência são cometidos por familiares ou pessoas próximas às vítimas

 

A violência contra os idosos é um problema alarmante que demanda atenção urgente. Infelizmente, essa violência ocorre muitas vezes dentro das próprias famílias, onde se espera cuidado e proteção aos mais velhos. Um exemplo preocupante é a situação em Manaus, no norte do Brasil, onde a polícia civil recebe cerca de 70 denúncias semanalmente de crimes contra os idosos. É essencial compreender os fatores psicológicos por trás dessa violência, bem como a responsabilidade da sociedade em abordar e prevenir esse tipo de abuso.

 

Alguns aspectos psicológicos da violência contra os idosos: A violência contra os idosos pode ser resultado de diversos fatores psicológicos. Alguns agressores podem ter histórico de comportamento abusivo, traumas não resolvidos, problemas de saúde mental, dificuldades emocionais, ou podem estar passando por situações de estresse ou sobrecarga. Esses fatores podem contribuir para a manifestação de comportamentos violentos ou abusivos em relação aos idosos, que são mais dependentes e frágeis.

 

O papel da sociedade e da passividade: A violência contra os idosos é um problema complexo que requer uma abordagem multifacetada. A passividade da sociedade diante dessas situações é preocupante e pode perpetuar a violência. É fundamental que a sociedade se engaje ativamente na prevenção, denúncia e no apoio às vítimas. A conscientização e a educação são fundamentais para mudar atitudes e comportamentos, combatendo o silêncio e a normalização da violência.

 

Especialistas apresentam soluções e prevenção:

Educação e encorajamento: Promover campanhas educativas para sensibilizar a população sobre os impactos da violência contra os idosos, os sinais de abuso e como denunciar casos.

 

Apoio às vítimas: Fornecer recursos e serviços de apoio às vítimas, como abrigos, assistência jurídica, acompanhamento psicológico e redes de suporte.

 

Fortalecimento das políticas públicas: Implementar leis e políticas que protejam os direitos dos idosos, punam os agressores e facilitem a denúncia e o acesso à justiça.

 

Capacitação profissional: Investir na capacitação de profissionais de saúde, assistência social, segurança pública e outros setores relevantes para identificar e lidar com casos de violência contra os idosos.

 

Integração familiar e comunitária: Estimular a participação e o envolvimento das famílias e comunidades no cuidado e proteção dos idosos, promovendo o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários.

 

A violência contra os idosos é uma realidade triste que exige uma resposta enérgica. É necessário abordar os aspectos  psicológicos da violência contra os idosos: "A violência contra os idosos pode ser resultado de diversos fatores psicológicos. Alguns agressores podem ter histórico de comportamento abusivo, traumas não resolvidos, problemas de saúde mental, dificuldades emocionais, ou podem estar passando por situações de estresse ou sobrecarga. Esses fatores podem contribuir para a manifestação de comportamentos violentos ou abusivos em relação aos idosos, que são mais dependentes e frágeis. Diz a cuidadora Mariete O.

 

Em resumo, é necessário um esforço conjunto da sociedade, governo, profissionais e comunidades para prevenir e combater a violência contra os idosos. Só dessa forma podemos garantir que os idosos tenham uma vida digna, livre de violência e com o respeito que merecem.

As denúncias podem ser realizadas pelo Disque 100, dos Direitos Humanos e também o registro do Boletim de Ocorrência (BO) pode ser feito na delegacia mais próxima do local do incidente; on-line no site da Delegacia Virtual do seu Estado. 

 

Ronaldo S.

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Tags: