Especialistas alertam para a necessidade Urgente de preparação para o aumento de Câncer em Idosos

Publicado por: Feed News
15/06/2023 05:47 PM
Exibições: 97
Cortesia Editorial Pixabay/iStock
Cortesia Editorial Pixabay/iStock

Encontro em Chicago reune médicos do mundo inteiro

 

No recente encontro da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), realizado em Chicago, especialistas em oncologia chamaram a atenção para uma preocupante realidade: o mundo "não está preparado" para lidar com o aumento significativo de casos de câncer, especialmente em idosos. Essa explosão de casos de câncer em idosos representa um desafio crescente para os sistemas de saúde em todo o mundo e requer ações urgentes para garantir uma força de trabalho médica adequada e estratégias de prevenção eficazes.

 

Crescimento do câncer em idosos: Os especialistas ressaltaram que o envelhecimento da população é um dos principais fatores que contribuem para o aumento dos casos de câncer em idosos. Com o avanço da medicina e melhores cuidados de saúde, a expectativa de vida tem aumentado, o que resulta em uma população idosa cada vez maior. Estudos mostram que o risco de desenvolver câncer aumenta significativamente com a idade, e os idosos representam uma parcela substancial dos diagnósticos de câncer em todo o mundo.

 

Desafios enfrentados: No entanto, os especialistas alertam que os sistemas de saúde não estão preparados para enfrentar esse aumento na incidência de câncer em idosos. Há uma falta de recursos e capacidade na força de trabalho médica para atender a essa demanda crescente. Além disso, o câncer em idosos pode apresentar desafios adicionais, como a presença de comorbidades e a necessidade de tratamentos personalizados devido à fragilidade e à complexidade clínica dessa população.

 

Ação necessária: Diante dessa situação, os especialistas enfatizam a importância de ações urgentes. Aumentar a força de trabalho médica especializada em oncologia é crucial para garantir um diagnóstico precoce e um tratamento adequado para os idosos com câncer. Isso inclui a formação de mais oncologistas geriátricos e a promoção de programas de educação e treinamento nessa área específica. Além disso, é necessário investir em pesquisas para entender melhor as necessidades e características do câncer em idosos, visando desenvolver estratégias de prevenção e tratamento mais eficazes.

 

Outra área fundamental é a prevenção do câncer, por meio da promoção de hábitos de vida saudáveis, programas de rastreamento adequados e políticas de saúde que priorizem a prevenção e o acesso igualitário aos serviços de saúde. Portanto, “Recomenda-se que se aprenda mais sobre como a doença afeta pacientes de várias idades, a medicina poderá falhar com o envelhecimento da população”, concluem os especialistas participantes do evento.

 

Conclusão: Diante do crescente número de casos de câncer em idosos e da falta de preparação dos sistemas de saúde, é crucial agir de forma rápida e decisiva. Aumentar a força de trabalho médica especializada em oncologia geriátrica, investir em pesquisas e desenvolver estratégias de prevenção são passos fundamentais para lidar com essa situação. Além disso, é necessário conscientizar a sociedade sobre a importância da prevenção e de hábitos de vida saudáveis. Somente com uma abordagem abrangente e um compromisso conjunto de profissionais de saúde, governos e comunidades, poderemos enfrentar esse desafio e proporcionar um cuidado adequado aos idosos afetados pelo câncer. A hora de agir é hoje, agora, para garantir um futuro mais saudável e resiliente para a população idosa.

 

Por Mike N.

Editor de conteúdo da The Mobile Television Network

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Categorias:
Tags: