Cerca de 108 mil pessoas vivem com HIV, sem diagnóstico, no Brasil

Publicado por: Feed News
16/03/2023 01:38 PM
Exibições: 42
Cortesia Editorial Pixabay/iStock
Cortesia Editorial Pixabay/iStock

Maioria é de jovens entre 15 e 24 anos, segundo Ministério da Saúde. Após período de restrições em razão da Covid-19, campanha visa alertar sobre a importância do sexo seguro e da testagem para o diagnóstico precoce

 

Segundo dados do Ministério da Saúde, de 1980 até junho de 2022, foram identificados 1.088.536 casos de aids no Brasil. Além disso, estima-se que cerca de 108 mil pessoas ainda não têm o diagnóstico, sendo a maioria jovens com idade entre 15 e 24 anos, que vivem com o vírus HIV em seu corpo e não sabem. A informação é da Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente do Ministério da Saúde. 

Tendo em vista o fim das restrições causadas pela pandemia, o Ministério lançou uma campanha nacional de prevenção às ISTs focada no público mais jovem. A mobilização busca incentivar um comportamento sexual seguro, estimular a testagem sorológica e o tratamento precoce de todas infecções sexualmente transmissíveis, especialmente o HIV.

“Não faça sexo sem proteção, use camisinha. Não importa sua orientação sexual, o SUS disponibiliza camisinha de graça em todas as unidades básicas de saúde de todo o Brasil. Se informe também sobre todas as formas de proteção contra infecção pelo vírus HIV  e outras infecções sexualmente transmissíveis. E se você ainda não se vacinou sobre a Covid-19 ou está com doses em atraso, procure uma unidade de saúde e complete a sua cobertura vacinal”, alertou a ministra da Saúde Nísia Trindade. 

Em todas as Unidades Básicas de Saúde estão disponíveis preservativos e também testes rápidos de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), que podem ser solicitados de forma rápida, gratuita e discreta. 

A enfermeira Adelice Silva, da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Superquadra 19, em Cidade Ocidental (GO), explica que todos que precisarem podem buscar a Unidade de Saúde mais perto da sua casa para ter acesso a orientações e atendimentos referentes às ISTs. “Pode procurar a Unidade mais próxima da sua cidade e fazer os testes de HIV, Sífilis, hepatite B e C. Os testes rápidos do SUS permitem o diagnóstico em até 30 minutos, pode procurar o posto, sua unidade, e chegando lá nós estamos prontos para servir a toda a população”, explicou.



Fonte: Brasil 61

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Categorias:
Tags:

Mais vídeos relacionados