Câncer de pênis pode levar a amputação

Publicado por: Editor Feed News
02/02/2023 04:14 PM
Exibições: 88
Cortesia Editorial Freepik
Cortesia Editorial Freepik

Quando devemos nos preocupar com o câncer do pênis?

 

O câncer do pênis não é  raro e é sempre importante tomar medidas preventivas. Para começar a melhor maneira de se prevenir é realizando o autoexame do pênis com frequencia para detectar qualquer anormalidade. Se você notar qualquer alteração ou mudança na aparência ou textura da pele, ou descobrir áreas com vermelhidão, excesso de esmegma ou inchaços, melhor consultar um médico urologista imediatamente. Outros fatores de risco incluem a exposição a agentes químicos, o uso de drogas e o tabagismo.


Qual a causa do Cãncer do pênis?

O Câncer do pênis é causado principalmente pelo vírus do papiloma humano (HPV). O HPV é uma infecção sexualmente transmissível que pode se desenvolver em diversos tipos de câncer, incluindo o câncer do pênis. O HPV pode ser transmitido por contato sexual direto com uma pessoa infectada. Outros fatores de risco para o desenvolvimento de câncer do pênis é o tabagismo, o HIV (vírus da imunodeficiência humana) e a determinados produtos químicos (pomadas, cremes, lubrificantes etc.)  A utilização do preservativo é imprescindível em qualquer relação sexual, já que a prática com diferentes parceiros sem o uso de camisinha aumenta o risco de desenvolver a doença. O preservativo diminui a chance de contágio de doenças sexualmente transmissíveis, como o vírus HPV, por exemplo.

 

Além do HPV a higiente pode ser um agente causador esse tipo de câncer?

Não, a higiene não é considerada uma causa conhecida de câncer do pênis. Embora uma boa higiene seja importante para manter a saúde geral, não há comprovação ciêntifica ou alguma evidência de que a má higiene possa desempenhar um papel no desenvolvimento de câncer do pênis.

 

O câncer do pênis pode levar a amputação?

Sim, dependendo da gravidade do câncer, pode ser necessário remover parte ou todo o pênis para evitar que o tumor se espalhe para outras partes do corpo. No entanto, o tratamento do câncer do pênis pode variar de paciente para paciente, dependendo do tipo e do estágio da doença.

 

Em quais situações o câncer do pênis pode levar a amputação?

O câncer do pênis geralmente não requer amputação, a não ser em casos avançados. Quando o tumor se espalha para áreas adjacentes, como a próstata ou os linfonodos, a amputação pode ser necessária para preservar a saúde do paciente. Outra situação em que a remoção do pênis pode ser recomendada é quando o câncer se espalha para outras partes do corpo, como os ossos ou os órgãos. Nesse caso, a amputação do pênis é necessária para evitar que o câncer se espalhe ainda mais.

 

Quais os sinais de câncer no pênis?

Os sinais de câncer no pênis podem incluir: vermelhidão, inchaço ou secreção na área do pênis; bolhas ou feridas que não cicatrizam; dor ou sensibilidade ao toque; manchas brancas ou avermelhadas na pele do pênis; protuberâncias ou nódulos na área do pênis; e mudanças na cor da pele.

 

Como identificar os sinais do câncer do pênis?

Os sinais de câncer do pênis são difíceis de identificar por conta própria, por isso é importante que você procure atendimento médico imediatamente se observar qualquer sinal ou sintoma suspeito. Seu médico pode realizar exames de diagnóstico para verificar se há sinais de câncer e, caso existam, pode realizar um tratamento adequado.

 

A Sifilis pode ser considerado como um sintoma?

A Sífilis não é considerada um sintoma de câncer do pênis. No entanto, ela pode ser uma doença sexualmente transmissível que aumenta o risco de desenvolver câncer do pênis, pois o HPV (vírus do papiloma humano) é o principal fator de risco para o desenvolvimento desta doença. Por isso, é importante que as pessoas que têm relações sexuais frequentes sejam testadas para sífilis.


O que aumenta o risco?
Baixas condições socioeconômicas e de instrução;
Má higiene íntima;
Estreitamento do prepúcio. Homens que não se submeteram à circuncisão (remoção do prepúcio, a pele que reveste a glande – a “cabeça” do pênis) têm maior predisposição ao câncer de pênis;
Infecção pelo vírus HPV (papilomavírus humano).


Como prevenir?
Para prevenir o câncer de pênis, é necessário fazer a limpeza diária do órgão com água e sabão, principalmente após as relações sexuais e a masturbação. É fundamental ensinar aos meninos desde cedo os hábitos de higiene íntima, que devem ser praticados todos os dias.

 

Fimose pode ser um risco?

A cirurgia de fimose (quando a pele do prepúcio é estreita ou pouco elástica e impede a exposição da cabeça do pênis, dificultando a limpeza adequada) é outro fator de prevenção. A operação é simples e rápida e não necessita de internação. Também chamada de circuncisão ou postectomia, a cirurgia de fimose é normalmente realizada na infância. Quando a circuncisão é realizada na infância, há redução do risco de desenvolver esse tipo de câncer. Bons hábitos de higiene reduzem o risco tanto em homens que realizaram quanto nos que não realizaram a cirurgia.

 

Sinais e sintomas
A manifestação clínica mais comum do câncer de pênis é uma ferida ou úlcera persistente, ou também uma tumoração localizada na glande, prepúcio ou corpo do pênis. A presença de um desses sinais, associados a uma secreção branca (esmegma), pode ser um indicativo de câncer no pênis. Nesses casos, é necessário consultar um especialista. Além da tumoração no pênis, a presença de gânglios inguinais (ínguas na virilha), pode ser sinal de progressão da doença (metástase).

 

Detecção precoce
A detecção precoce do câncer é uma estratégia utilizada para encontrar um tumor numa fase inicial e, assim, possibilitar maior chance de tratamento bem sucedido. A detecção precoce pode ser feita por meio da investigação com exames clínicos, laboratoriais, endoscópios ou radiológicos, de pessoas com sinais e sintomas sugestivos da doença (diagnóstico precoce), ou de pessoas sem sinais ou sintomas (rastreamento), mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença.

 

ATENÇÃO: Este artigo contém informações gerais de caráter de referência e não deve ser considerado como uma alternativa às recomendações de um médico. Este veículo não se responsabiliza por qualquer diagnóstico feito pelo leitor com base nos materiais do site. O veículo também não é responsável pelo conteúdo de outros recursos da Internet eventualmente vinculados neste artigo. Se você está preocupado com sua saúde, consulte um médico.

 

Mike N.

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Categorias:
Tags: